5 de setembro de 2011

Guadalupe - Das festas e da necessidade de preservação do espaço


"Diário do Minho" de 03/09/2011

"Correio do Minho" de 03/09/2011

No passado dia 02/09, foi apresentado, publicamente, o Programa das Festas em Honra de N.ª Sr.ª da Piedade e S. Marçal, que decorrerão no próximo fim de semana, dias 10 e 11.

O Correio do Minho descreve a conferência de imprensa e apresenta o cartaz das festas.

O Diário do Minho dá destaque à necessidade da Irmandade da Capela em reabilitar e recuperar o espaço do Parque de Guadalupe, mostrando como as autoridades com responsabilidades na gestão dos processos de licenciamento urbanístico são permissivas quanto ao desrespeito da lei, que induz numa má prática de desrespeito pelos monumentos e no péssimo enquadramento urbanístico e paisagísticos dos mesmo.

O Parque de Guadalupe é um (mau) exemplo do contexto que o rodeia, pois um miradouro sobre a cidade, onde se perspectivava quase a totalidade da urbe, hoje apenas se vislumbra, quase por uma frincha no canto nascente, o Sameiro e Bom Jesus (além do caos das zonas baixas, tipo Nogueiró, Lamaçães, S. Victor).

A qualidade de vida dos cidadãos mede-se pela qualidade do planeamento e das intervenções que a Autarquia Camarária realiza na cidade. Infelizmente, o progresso tem destas coisas... uma cidade que cresceu muito, mas que ainda não aprendeu a fazer projectos de qualidade e com respeito pela nossa história e preservação do passado, encontrando uma simbiose entre as memórias colectivas e os dias presentes.

Braga deveria reclamar maior capacidade de organização da e na cidade, pois o urbanismo e a qualidade das intervenções (como se pode ver pelo licenciamento da obra Casas de Guadalupe) deixam muito a desejar.

1 comentário:

wheelhouse disse...

É uma pena que um sítio tão bonito como Guadalupe esteja tão abandonado (e assim permaneça sabe-se lá até quando...)